Saturday, March 25, 2017

Midnight Book Tag | Opinião do leitor




Olá queridos leitores!!

No mês passado criámos uma TAG relacionada com as leituras noturnas. 
Para vos incentivar a participar na TAG lançamos também um passatempo no qual o vencedor irá receber um marcador  personalizado.




A vencedora deste passatempo é:


Ângela Costa!! 


Estas foram as respostas da Ângela:

1.  Fala sobre uma história que te incomodou durante o sono.

Quando ainda era criança li um livro de um dos meus escritores infanto-juvenis favoritos que me fez ter pesadelos durante algum tempo.

Night of the Living Dummy (Goosebumps #7) by R.L. Stine.

Depois de ler este livro, cada vez que entrava no meu quarto e olhava para os meus brinquedos lembrava -me da história e temia que também eles "revivessem" e me atacassem durante o sono. Foi um problema durante alguns dias xD

2. Já adormeceste enquanto lias um livro?

Por acaso não. Leio bastante à noite, já me aconteceu estar a ler até às 4h da manhã, com aulas no dia seguinte xD

3. Pega num livro da tua estante que tenha uma capa quase toda preta e descreve-o sem dizeres o seu nome.

Este livro pertence a uma autor português. Na capa podemos ver, uma ponte num avançado estado de degradação e uma paisagem ao longe do outro lado de um rio, tudo em tons escuros e obscuros.

4. Qual o último livro que leste e que tem como título uma única palavra?

Revival xD

5.  Qual, ou quais os livros que tens na mesa de cabeceira? (Se não tiveres mesa de cabeceira diz apenas qual o livro que estás a ler!)

The Moon Is Down by John Steinbeck

6.  Menciona um livro que, na tua opinião, teve uma excelente adaptação ao cinema.

Sangue Quente (Warm Bodies #1) de Isaac Marion.

Achei o filme fantástico, o livro é um pouquinho melhor, mais
detalhado e demorado como os livros devem ser em comparação aos filmes, mas o filme não fica nada traz do livro. Talvez o facto de ter bons actores também tenha ajudado ;)



Muito obrigada a quem participou e muitos parabéns à vencedora! :)

Para receberes o teu prémio envia uma mensagem privada no facebook do blogue com os teus dados (Morada e nome).

Passatempo "A Herança" de John Grisham

Olá queridos leitores!

Temos um passatempo a decorrer no Facebook do Blogue.

Se quiseres participar clica aqui.




Boa sorte a todos!!

Friday, March 24, 2017

Novas Aquisições

Olá queridos leitores!!


Nestes últimos dias recebemos alguns livros novos em casa :)  



"1917: O Ano que Mudou o Mundo" de Angelo D'Orsi:




Em março, uma força revolucionária «democrática» obriga o Czar Nicolau II a abdicar. Em abril, os EUA entram na Primeira Guerra Mundial. Em maio, três pastorinhos vêm uma «Senhora» vestida de branco em Fátima. Em julho, nasce a Jugoslávia. E em agosto Bento XV insurge-se contra o «massacre inútil» que assola a Europa e o Mundo. Em setembro, diferentes cidades manifestam-se contra a Guerra. Em outubro, Margaretha Zelle - a bailarina conhecida por Mata Hari - é executada em Paris e meros dias depois as tropas italianas são derrotadas em Caporetto. Em novembro, dá-se o primeiro passo para a criação do Estado de Israel e para uma nova organização do Médio Oriente. 

Em dezembro, cerca de 200 deputados nacionalistas italianos organizam-se no Fascio Parlamentare di Difesa Nazionale, um precursor do fascismo de Mussolini. Dividido em 12 capítulos, um por cada mês, este livro acompanha detalhadamente os acontecimentos de um ano turbulento e marcante para a nossa História atual, sugerindo ligações e estabelecendo paralelos com os nossos dias, nos quais ainda vivemos, de diversas formas, as consequências desse legado.


Oferta da Bertrand Editores.

"The Regulars" by Georgia Clark: 



A fierce and feisty debut with a magical twist about three ordinary, regular girls who suddenly have their fantasies come true... or do they?

Best friends Evie, Krista, and Willow are just trying to make it through their mid-twenties in New York. They’re regular girls, with average looks and typical quarter-life crises: making it up the corporate ladder, making sense of online dating, and making rent.

Until they come across Pretty, a magic tincture that makes them, well... gorgeous. Like, supermodel gorgeous. And it’s certainly not their fault if the sudden gift of beauty causes unexpected doors to open for them.

But there’s a dark side to Pretty, too, and as the gloss fades for these modern-day Cinderellas, there’s just one question left: What would you sacrifice to be Pretty?


Oferta da autora.


"Os Hóspedes" de Sarah Waters:


1922. Londres vive dias de tensão. Os ex-militares estão desiludidos, os desempregados exigem mudança. E numa casa de gente bem-nascida no sul da cidade, cujos habitantes ainda não recuperaram das perdas devastadoras da Primeira Guerra Mundial, a vida está prestes a modificar-se.
A senhora Wray, viúva, e a sua filha Frances - uma mulher com um passado interessante a caminho de se tornar uma solteirona - vêem-se obrigadas a alugar quartos.
A chegada de Lilian e Leonard Barber, um jovem casal da «classe média» traz uma série de perturbações: a música do gramofone, o colorido, o divertimento. As portas abertas permitem a Frances conhecer os hábitos dos recém-chegados e tanto a escadaria como o patamar nunca lhe pareceram tão animados.
À medida que ela e Lilian são empurradas para uma amizade inesperada, as lealdades começam a mudar. Confessam-se segredos, admitem-se desejos perigosos; a mais vulgar das vidas pode explodir de paixão e drama.
Vivendo um affair secreto, as duas amantes são envolvidas num acto de violência e crime, que dá a Os Hóspedes o mistério e suspense, tão característico de Sarah Waters.

Livro que Nuno ganhou no passatempo do blogue Imaginário dos livros. Muito obrigada à Editora e ao blogue! <3



"Insónia" J.R Johansson: 



Parker Chipp tem dezasseis anos e não dorme há quatro. Está pálido, tem olheiras, sente tremores e, por vezes, "apagões", não tendo qualquer memória sobre onde foi - e o que fez - durante esses períodos de tempo. Está, enfim, a chegar ao limite das suas forças.

É que, em vez de Parker dormir, todas as noites ele entra nos sonhos da última pessoa com quem teve contacto visual. Não compreende como esta sua maldição funciona, mas sabe que, se nada na sua vida mudar em breve, simplesmente morrerá.

Até que conhece Mia. Os sonhos dela são belos e tranquilos, permitindo-lhe um repouso maravilhoso… e extremamente viciante. Mas aquilo que começou por ser um encontro fortuito torna-se uma verdadeira obsessão - o enorme desejo de Parker para ter aquilo de que precisa vai levá-lo a exceder todos os limites que nunca imaginou ultrapassar.

Oferta da Castor de Papel.


Thursday, March 23, 2017

Divulgação de evento

Olá queridos leitores!!

Desta vez, divulgamos algo para os mais novos :)




As datas do evento:
  • 1 de Abril FNAC VASCO DA GAMA PELAS 11:30- Sábado
  • 15 DE ABRIL FNAC ALFRAGIDE  Pelas 11.30- Sábado

Opinião: "A Rapariga de Antes" de J.P. Delaney | Suma de Letras


Olá queridos leitores!!



Para quem ainda não conhece este livro, deixo aqui a sinopse:


«Por favor, faça uma lista de todos os bens que considera essenciais na sua vida.»


O pedido parece estranho, até intrusivo. É a primeira pergunta de um questionário de candidatura a uma casa perfeita, a casa dos sonhos de qualquer um, acessível a muito poucos. Para as duas mulheres que respondem ao questionário, as consequências são devastadoras.



EMMA: A tentar recuperar do final traumático de um relacionamento, Emma procura um novo lugar para viver. Mas nenhum dos apartamentos que vê é acessível ou suficientemente seguro. Até que conhece a casa que fica no n.º 1 de Folgate Street. É uma obra-prima da arquitectura: desenho minimalista, pedra clara, muita luz e tectos altos. Mas existem regras. O arquitecto que projectou a casa mantém o controlo total sobre os inquilinos: não são permitidos livros, almofadas, fotografias ou objectos pessoais de qualquer tipo. O espaço está destinado a transformar o seu ocupante, e é precisamente o que faz…



JANE: Depois de uma tragédia pessoal, Jane precisa de um novo começo. Quando encontra o n.º 1 de Folgate Street, é instantaneamente atraída para o espaço —e para o seu sedutor, mas distante e enigmático, criador. É uma casa espectacular. Elegante, minimalista. Tudo nela é bom gosto e serenidade. Exactamente o lugar que Jane procurava para começar do zero e ser feliz.
Depois de se mudar, Jane sabe da morte inesperada do inquilino anterior, uma mulher semelhante a Jane em idade e aparência. Enquanto tenta descobrir o que realmente aconteceu, Jane repete involuntariamente os mesmos padrões, faz as mesmas escolhas e experimenta o mesmo terror que A Rapariga de Antes.




Opinião (Pode conter spoilers):

Não há dúvida que este seja um dos livros mais esperados do momento. Há uma boa razão para toda esta expectativa criada em volta do livro. É uma leitura extremamente viciante. Normalmente não me consigo sentar e ler mais de 100 páginas de uma só tirada, mas foi o que me aconteceu ao ler este livro.
Não é só o tema e a escrita que nos cativam a ler com toda esta rapidez... os capítulos minúsculos e a tipografia usada também ajudam a que a leitura seja rápida. 

Enquanto o estava a ler não conseguia apontar nenhuma coisa má, mas agora que o terminei e que tive tempo para pensar sobre isso, há certas coisas que não gostei tanto. 
As relações amorosas neste livro fizeram muito lembrar "50 sombras de Grey". Não estou a dizer que seja algo propriamente mau. Nada na escrita de Delaney chega ao ponto repetitivo e erritante de E.L James, mas teve algo de semelhante e que não gostei muito, nas falas. A palavra "papá" é referida mais do que uma vez (entre amantes) e fica um pouco deslocado do contexto desta história. 
 Durante toda a narrativa, o escritor parece que está a fazer um grande esforço para pensarmos que uma das personagens é o criminoso. Pelo menos foi o que eu senti. As pistas e as atitudes dele (não posso dizer o nome da personagem, iria estar a estragar toda a história para vocês) parecem ligá-lo tanto ao crime, que nós, os leitores, acabamos por pensar que se for ele o culpado, então é tudo demasiado óbvio. 

Também há outro aspeto, o fim, O fim é péssimo. Foi previsível e o autor decidiu acrescentar um fim ao fim — vocês vão perceber. O acréscimo que é feito àquilo que nós pensamos ser o fim, estraga tudo. Para além de ser mau, também levanta imensas questões que ninguém sabe responder. 
Para ser sincera, quando acabei de ler o livro fui pesquisar sobre o significado do fim e não houve ninguém que o soubesse explicar. A maior parte das pessoas ou não fala sobre ele ou diz que não fez sentido. 

Sim, há muitas coisas más no livro. No entanto esta é a minha opinião e eu acredito que muitos de vocês vão estar completamente contra mim, por isso, toca a escrever o que acham, nos comentários. Fico ansiosa por saber se fui a única pessoa a pensar assim...

Parece que só há coisas más até agora, não é? Mas não. Eu classifiquei este livro com 4 estrelas porque foi altamente viciante e fascinante de ler. Agarrou-me por completo. 

Quanto às personagens, adorei todas elas excepto Jane. As personagens têm algo de muito próprio e interessante. Gostei principalmente do arquitecto e da sua personalidade enigmática. 

Algumas noções do estilo de vida minimalista são discutidas e eu achei isso tão interessante que também adicionei um pouco disso à minha vida. Claro que o que é discutido no livro não chega para quem não conhece o conceito, mas sugiro que pesquisem.
 Este é o melhor canal de youtube que vos posso recomendar acerca do assunto: Clica aqui.

É considerado um thriller psicológico, e nem podia ser outra coisa... posso afirmar que andei um pouco paranóica enquanto o lia. 


Chego então à conclusão que gostava que todos leitores deste blogue dessem uma olhada ao livro. 


A minha classificação:




Com o apoio de:





Tuesday, March 21, 2017

Novidade Marcador!


Olá queridos leitores!

A marcador tem uma novidade que já tenho de olho há muito tempo!
Vi todas as temporadas de Breaking Bad e adorei a série. Quem é fã deste actor? :)



Sinopse:

Bryan Cranston, o protagonista de uma das séries mais aclamadas de sempre na história da TV - Breaking Bad -, vencedor de vários Emmys e nomeado para um Óscar, é o autor deste fascinante livro de memórias, no qual conta a sua viagem pessoal e profi­ssional: de filho abandonado pelo pai a estrela de Hollywood, recordando as atribulações dos seus múltiplos papéis, na vida real, antes do sucesso - distribuidor de jornais, ajudante agrícola, segurança de supermercado, conselheiro matrimonial, suspeito de homicídio, estivador, amante, marido e pai. Expondo e analisando a sua vida como poucos homens fazem, descrevendo o seu ofício como poucos atores conseguem, Cranston tem muito a dizer sobre criatividade, entrega e arte. Mas, mais do que tudo, "Uma Vida de Histórias" é um relato acerca da arte de viver e da dedicação àquilo que mais amamos.

Monday, March 20, 2017

Compra de última hora

Olá queridos leitores!!

Hoje fui passear ao porto e trouxe comigo um livro novo :)

Já alguem leu? Estou curiosa para saber o que vocês têm a dizer sobre esta banda desenhada.




Comprei-o a 30% numa loja Fnac. Se quiserem aproveitar esta promoção, ela está ativa até dia 29/03/2017, nas lojas Fnac.

Sunday, March 19, 2017

Opinião "Mamã Cartoon" de Ana Sílvia Agostinho


Olá queridos leitores!!


Sinopse:

Um livro verdadeiro, divertido e apaixonado, sobre a maternidade tal como ela é. Todos sabemos que uma coisa é aquilo que idealizamos e outra - às vezes bem diferente - é a realidade. Este livro mostra o dia a dia de uma mãe real. A Mamã Cartoon é como todas as mães: Às vezes vestida de supermulher - alegre, corajosa e entusiasmada; outras vezes, à procura do seu lugar no mundo, frustrada e desconsolada. 


A Mamã Cartoon cativa-nos porque nos faz sorrir e pensar, enquanto nos diverte e emociona, mostra a vida de uma mãe de maneira simples, cheia de momentos reais e verdadeiros, sem os tornar melosos ou falsamente belos. Todas as mães se reveem neste livro porque não são apenas cartoons; são fotografias da sua vida. A Mamã Cartoon aproxima as mães e demonstra que todas são diferentes e iguais ao mesmo tempo. E afasta aquela ideia que às vezes existe de se ser a única no mundo a passar por tudo isto. Não é verdade. Acontece com todas as mulheres. E todas aprendem a ser mãe sem deixar de ser mulher. 


Sejam bem-vindas ao mundo heroico, feliz, alucinado e às vezes até um pouco desarrumado e malcheiroso da Mamã Cartoon. 10 Mantras para Mamãs Felizes  
1. Serei sempre verdadeira.  
2. Foco-me no que fiz bem.  
3. Eu não sou as minhas maminhas.  
4. Confio e sou grata.  
5. Está tudo como deve estar.  
6. Isto também vai passar.  
7. Não levo tudo tão a sério.  
8. As minhas necessidades também são importantes.  
9. Estou a dar o meu melhor.  
10. Sou amor.


Opinião:

Estava a pensar partilhar com vocês uma coisa diferente. Convidei a minha mãe a ler e a escrever a sua opinião a este livro mas infelizmente não consegui que isso se concretizasse. Talvez em breve ela escreva qualquer coisa para vocês, mas por agora vou ser eu a partilhar os meus pensamentos. 

O porquê de este livro me interessar tanto não foi o seu tema, mas sim os desenhos. Estes Cartoons têm algo de muito especial. Expressam de forma honesta a vida de uma mãe, antes e após o nascimento de um bébé. 
Os desenhos são digitais, com um traço fino e estão coloridos apenas com vermelho e preto. O facto de serem tão simples também me chamou imenso a atenção. A sua simplicidade é uma forma de transmitir a ideia de cada desenho, de uma forma muito mais clara e direta.




Achei muito divertida a forma como a autora decidiu apresentar a sua história pessoal. Começou por nos contar como ficou grávida e a partir desse momento, diverte-se ao contar-nos pequenos episódios da sua vida com o namorado e como esta mudou ao longo do tempo em que se preparavam para ter o bebé. 

É claro que este livro é muito mais engraçado de ler para quem tem ou pensa vir a ter crianças. É muito mais divertido quando podemos comparar estas fases tão importantes da nossa vida com outras pessoas.

 Há uns dias estava na livraria a ler um livro quando se senta uma senhora ao meu lado. Ela estava a rir-se a cada página que virava e eu não pude deixar de ouvir os seus risinhos. Estes perlongaram-se por tanto tempo que eu não resisti e acabei por olhar para o lado para descobrir o que é que a estava a divertir tanto. Ela estava com um exemplar deste livro na mão. Tinha uma única lágrima a escorregar pelo seu rosto e tinha um enorme sorriso nos lábios. Não sei se ela estava a pensar ter um bebé ou se já tinha filhos, mas naquele momento apercebi-me de que a ecritora deste livro consegue realmente chegar ao coração de algumas mulheres.


Recomendo este livro principalmente às mamãs, mas penso que qualquer um pode gostar de o ler.

A minha classificação:




Com o apoio de:




Saturday, March 18, 2017

A ler

Olá queridos leitores!!


Neste momento estou a ler estes livros.

"A Rapariga de Antes" de JP Delaney:



"Depois de Hitler" de Michael Jones:



"Neither Light Nor Dark" by Lynn Mccain


E vocês, o que andam a ler? :)


Thursday, March 16, 2017

Opinião: "Autoridade" de Jeff Vandermeer | Saída de Emergência


Olá queridos leitores!



Sinopse:

Após 30 anos, os únicos traços humanos detetados na Área X - uma estranha zona contaminada cercada de uma fronteira invisível e sem traços de civilização - são os que foram deixados por expedições sucessivas sob autoridade de uma agência tão secreta que quase foi esquecida. Face à tumultuosa 12.ª expedição narrada em Aniquilação, a agência tem um novo diretor nomeado, John Rodrigues, também conhecido por Control. 

A braços com uma equipa desesperada e frustrada por uma série de incidentes e vídeos perturbantes, Control começa a desvendar lentamente os segredos da Área X e dos mistérios narrados no primeiro volume, mas a cada descoberta que faz, é forçado a confrontar verdades sobre ele próprio e a agência que jurou servir.



Opinião de "Aniquilação". Volume 1 da trilogia Área X: Opinião: "Aniquilação" de Jeff Vandermeer


Opinião "Autoridade":

Só eu sei o quão ansiosa estava para ler este livro e agora que o acabei quero muito ler último. Acontece que este segundo volume destroçou-me. É lento, frustrante e psicologicamente marado. 
Senti imensa dificuldade em entrar na história. Na verdade, não sei se chegou algum ponto em que o entendi por completo. A minha concentração ao ler este livro estava muito em baixo daquilo que considero normal. A minha mente vagueou mais vezes do que alguma vez me aconteceu ao ler um livro.

Para poder contextualizar melhor a minha opinião, vou contar-vos sobre as diferenças entre este livro e o primeiro. Se forem ler a opinião que escrevi sobre "Aniquilação" vão ver que como o achei uma excelente obra de ficção. 
No primeiro volume é-nos apresentado algo que tem a capacidade de nos surpreender a cada capítulo que passa. É explorada a Área X, uma área desconhecida e com imensos segredos. A bióloga, que é a personagem principal, descobre coisas que mais nenhuma outra personagem conseguiu desvendar e neste segundo livro estas pequenas informações dão-nos um avanço em relação às outras personagens de "Autoridade". 
Control é o novo director da âgencia que estuda a Área X e os seus segredos. O problema é que as coisas vão-se tornando de cada vez mais estranhas e Control começa a duvidar de tudo e de todos. 
Ao invés do primeiro livro, que se passa todo dentro das bordas da Área X, o segundo volume dá-nos a conhecer o exterior. Para ser mais específica, este livro tem o seu foco  principal na Central (agência para a qual Control trabalha).

O passo deste livro é tão lento que quase tive para desistir de o ler até ao fim, mas acontecia sempre algo que me incentivava a continuar. Poucas foram as coisas que me motivaram... sinto-me bastante triste com isso. 

Não consegui conectar com John Rodrigues (Control) como gostaria. É uma personagem muito sombria e misteriosa que no meu ver não funciona muito bem nesta obra. A bióloga, que era a minha personagem preferida no primeiro livro, deixa de ser a mesma — mas existe uma razão para isso, que só se lerem o livro é a vão poder descobrir. 

Apesar de tudo ter um propósito e de estar tudo magnificamente bem estruturado, não funcionou para mim. Achei o livro aborrecido na sua maior parte e o facto de estar muito bem escrito e bem elaborado, não chega. 

No geral, fiquei muito desiludida. Normalmente gosto de desafios mas acho que este é um livro muito complicado e que exige muito do leitor. 

Apesar de tudo, vou querer ler o último livro da trilogia, pois o fim promete algo de melhor. 

Com o apoio de:




Wednesday, March 15, 2017

Na Caixa de correio


Olá queridos leitores!!!

Estou tão feliz por receber estes três livros em casa! Muito Obrigada à Suma de Letras e à Companhia das Letras! :)






Sinopse de Lavoura Arcaica:


Publicado em 1975, constituiu uma revelação e uma revolução, conquistando o estatuto de clássico da literatura brasileira. História familiar com ressonâncias bíblicas, em que se entrelaçam o novelesco, o lírico e uma alta carga sensual, Lavoura arcaica é uma obra-chave da literatura de língua portuguesa.



A rapariga de Antes:

«Por favor, faça uma lista de todos os bens que considera essenciais na sua vida.»

O pedido parece estranho, até intrusivo. É a primeira pergunta de um questionário de candidatura a uma casa perfeita, a casa dos sonhos de qualquer um, acessível a muito poucos. Para as duas mulheres que respondem ao questionário, as consequências são devastadoras.

EMMA: A tentar recuperar do final traumático de um relacionamento, Emma procura um novo lugar para viver. Mas nenhum dos apartamentos que vê é acessível ou suficientemente seguro. Até que conhece a casa que fica no n.º 1 de Folgate Street. É uma obra-prima da arquitectura: desenho minimalista, pedra clara, muita luz e tectos altos. Mas existem regras. O arquitecto que projectou a casa mantém o controlo total sobre os inquilinos: não são permitidos livros, almofadas, fotografias ou objectos pessoais de qualquer tipo. O espaço está destinado a transformar o seu ocupante, e é precisamente o que faz…

JANE:Depois de uma tragédia pessoal, Jane precisa de um novo começo. Quando encontra o n.º 1 de Folgate Street, é instantaneamente atraída para o espaço —e para o seu sedutor, mas distante e enigmático, criador. É uma casa espectacular. Elegante, minimalista. Tudo nela é bom gosto e serenidade. Exactamente o lugar que Jane procurava para começar do zero e ser feliz.
Depois de se mudar, Jane sabe da morte inesperada do inquilino anterior, uma mulher semelhante a Jane em idade e aparência. Enquanto tenta descobrir o que realmente aconteceu, Jane repete involuntariamente os mesmos padrões, faz as mesmas escolhas e experimenta o mesmo terror que A Rapariga de Antes.






Desaparecidos:


Greta acorda e percebe que Alex e Smilla ainda não voltaram. Saíram do barco para um passeio na ilha no meio do lago Maran, enquanto ela permaneceu a bordo, a descansar. Vai para terra procurá-los, mas rapidamente percebe que eles não estão na pequena ilha. Desapareceram. 
O marido e filha desapareceram. Mas ela não é casada e nunca teve filhos…. 

Monday, March 13, 2017

Opinião/ Passatempo: O Meu Refúgio Perfeito



Olá queridos leitores!



Opinião:

Estão a precisar de relaxar um pouco? Este parece-me ser o melhor livro para esse efeito. Ao longo deste mês fui pintando algumas destas páginas e tem sido mesmo divertido. 

Nas minhas estantes tenho uma secção de livros de colorir, mas tenho de admitir que este é o mais bonito que já tive nas minhas mãos até agora.
Todos os desenhos são lindíssimos. A técnica de desenho da autora ajuda-nos bastante a obter uma pintura muito mais expressiva do que na maior parte dos livros de colorir. O porquê de isso acontecer é o facto de todos os desenhos terem sombras. Podem achar que não faz muita diferença mas se experimentarem pintar uma destas ilustrações, vão poder perceber o porquê destas sombras serem tão importantes. 

Algo que não gostei tanto neste livro foram as frases. Gosto do que elas transmitem mas não gosto de as pintar. Sei que as podia deixar em branco, mas também não fica muito bonito assim. 

Recomendo a toda a gente. Mesmo a quem acha que não sabe pintar. 






Passatempo:



Em parceria com:




Sunday, March 12, 2017

Vencedora do passatempo: O Novo Livro do Pêndulo


Olá queridos leitores!


A vencedora do passatempo é:

Luana Santos!!

Muitos parabéns! :)

Para receberes o teu prémio, envia um email com a tua morada e nome completos.
E-mail do blog: maggiebooksblog@gmail.com